Você sabe como superar os tempos de crise? Saiba como se reinventar em 4 passos

consultant-779590_1280

FONTE: SINFE

Ao analisarmos o momento da economia do país, como foi abordado na publicação anterior (leia http://sinfe.com.br/no-nosso-aniversario-queremos-te-ajudar-a-passar-por-esse-momento-da-economia/) podemos fazer uma analogia com uma situação de tensão em que se ficarmos paralisados ou intimidados pelo lado ameaçador ou perigoso, as coisas provavelmente tendem a piorar. Entretanto, se aceitarmos isso como uma oportunidade para desafiarmos nossa mente, ou seja, identificar a oportunidade e pensar em coisas diferentes, podemos alcançar uma situação muito melhor daquela na qual entramos nesses períodos de turbulências e incertezas.

No artigo publicado recentemente no UOL economia, de acordo com Artur Lopes, 50, especialista em gestão de crise e autor dos livros “Negócio Sem Crise” e “Quem Matar na Hora da Crise” (editora Évora), em momentos como este, muitos negócios precisam enxugar custos e reduzir estoques, entre outras medidas para sobreviver à instabilidade do mercado. O autor afirma que as micro e pequenas empresas sofrem mais do que as grandes em períodos de estagnação econômica por não terem capital para investir em novas áreas ou produtos. No entanto, os pequenos negócios são mais ágeis para se adequar ao novo cenário e implantar mudanças.

Este artigo traz também algumas dicas para que as empresas possam se preparar para o momento complexo que passamos na economia.

1- Controle detalhado de custos
Você precisará estar atento aos indicadores de suas vendas e receitas, e na lucratividade. O primeiro passo deve ser enxugar custos do negócio, mas é muito importante saber onde é possível, e onde vale a pena pensar nessa redução. Ferramentas de TI, ligadas a produtividade e garantia de conformidades legais, são custos, mas também são investimentos, e que podem salvar sua empresa, como o armazenamento de notas fiscais eletrônicas, e outros documentos fiscais eletrônicos, dentre outras ferramentas que podem impedir que sua empresa seja multada e passe a viver um momento ainda mais crítico (experimente o Sinfe por um mês grátis).

2- De olho no estoque
Entender se realmente houve variação no volume de vendas, e adaptar todo seu controle de compras e produção, ou mesmo adequando seu portfólio e planos de serviços à nova realidade.

3- Renegocie dívidas
Quando a empresa já está em dificuldade financeira, umas das medidas é a renegociação das dívidas com bancos e fornecedores. O empreendedor pode conseguir condições favoráveis para pagar suas obrigações dependendo do relacionamento que mantém com seus parceiros.

4- Controle sobre o negócio
Ter controle financeiro e operacional sobre o seu negócio, leva a empresa a identificar problemas, a tempo de tomar decisões que o permitam se adaptar, e inclusive enxergar oportunidades que as crises também trazem. Metas, relatórios de desempenho, como tabelas e gráficos. Estes indicadores devem ser simples e fáceis de acompanhar pois seu tempo para estas análises não podem atrapalhar, mas sim apoiar a gestão do seu negócio.

As práticas de gestão enxuta, até pouco tempo aplicadas apenas as grandes corporações, estão a cada dia mais demonstrando que são para empresas de todos os tamanhos. Entender profundamente onde está o fluxo do valor de seu produto ou serviço é um diferencial competitivo que vale ouro nos tempos atuais.

Não perca os próximos artigos com dicas sobre mapa de fluxo de valor, mapa de estado futuro e outras, práticas, técnicas e ferramentas lean.

Até Breve!